Colégio Porto Real

Leitura

As crianças podem aprender a ler quando sua maturidade, seu desenvolvimento neurológico o permita. Desde os três anos podem praticar a leitura de imagens significativas para passar à leitura do código.

Respeitamos o ritmo de aprendizagem de cada aluno, sem forçar nem atrasar a aprendizagem da leitura, e estimulamos o desenvolvimento oportuno das aptidões que propiciam e incidem na leitura, como são a percepção visual e auditiva, a organização espaço-temporal, as capacidades de atenção e memória, etc.

Trabalhamos com um método combinado global-analítico-sintético, que parte da observação e intuição da criança, de palavras do seu ambiente, para ir progredindo na leitura.

Começamos com a apresentação de palavras inteiras por meio do trabalho com um conto ilustrado breve (fase global). A partir da palavra, extraímos o fonema (fase analítica) para depois, finalizar com unidades significativas em torno do fonema aprendido (fase sintética).

Escrita

A maturidade neurológica permite que a criança leia antes de escrever.

As funções motrizes que intervêm na escrita têm um processo de maturação lento. O desenvolvimento da lateralidade corporal alcança um nível suficiente entre os 6 ou 7 anos, e por isso, as aprendizagens desenvolvidas na Educação Infantil devem ser considerados como uma pré-escrita.

Nossa atividade de grafomotricidade é acompanhada de uma atividade psicomotora adequada, já que quanto mais evoluída esteja a motricidade geral, mais facilidade encontrará a criança para o desenvolvimento grafomotor. Neste, ponto, o circuito neuromotor realizado diariamente tem um papel muito importante.

O trabalho de grafomotricidade pretende desenvolver: a discriminação auditiva e visual, a organização espaço temporal, a correta pressão e preensão do lápis, o domínio das mãos e dos dedos, a direcionalidade, a coordenação óculo-manual, o domínio do traçado, o processo de lateralização.